Comportamento

De Teia Social
Ir para: navegação, pesquisa

Conteúdo

Valores

http://reneramirez.ec/la-vida-buena-como-riqueza-de-los-pueblos/

Comportamento/introducao

A perspectiva do Comportamento aborda os elementos pessoais mais relevantes para a solução de problemas públicos complexos [1]. Mais do que a capacitação instrumental para o mesmo, aborda a formação pessoal adequada. Engloba a compreensão e vivência dos 3 princípios da teia, bem como de outros valores.

Traz também as questões de percepção, interpretação e decisão e os erros e viéses cognitivos que muitas vezes impedem o consenso, ainda que parcial, na compreensão do tema; bem como as questões de cultura e governança e de participação, colaboração, coordenação e integração que sejam necessárias ao melhor desenvolvimento do tema.

Comportamento/formacao

V4.1 Formação.

V4.1.1 As 3 leis da teia social.

V4.1.2 Valores.

Exemplo de valores que se sobrepõem às circunstâncias [2]

Diversidade.

“... não estou cantando só, cantamos todos nós, mas cada um nasceu, prá falar, prá dizer, de forma diferente, o que todo mundo sente...” Trecho da música 'Ave Maria das Ruas' de Raúl Seixas.

O colaborar na diferença é muito difícil, no começo é devagar, frágil, mas depois lança raízes profundas e fica forte. todos terem voz, as vozes da diferença. Voce tem que construir confiança para fazer isso. É necessário ter habilidades e flexibilidade. O mesmo não intervencionismo do Vineet Nayard, índices, diretrizes, valores, mas não padrões! Medir! Ser meio. Ser mídia. (Emmett D. Carson Sillicon Valley Community Foundation.)

Participação.

Votar digitalmente a favor ou contra algo é uma forma privilegiada de participação.

Discussão de assuntos e votação de resultados. Voto nas ações já feitas (fato) ou voto nas diferentes formas de vir a fazer uma ação para alcançar determinado resultado. (discussão de objetos do 'Radar')

Ver http://www.votenaweb.com.br/

http://movimentomaiscidadania.blogspot.com.br/

http://yourtopia.net/

Cooperação. Colaboração. Integração.

Uma comunidade de práticas isoladas, normalmente trata o assunto e atuação que executa de forma mais ou menos apartada do restante da sociedade, como se a questão “coubesse” em si própria; todavia, ao ser integrada às demais entidades por meio da ação própria e da comunidade de interação, a questão passa a “ultrapassar suas fronteiras institucionais” e abarcar diversas entidades, que deverão ter suas atuações integradas para colaborar na ação. Aumentar a extensão e qualidade das áreas comuns às comunidades, é, junto com a integração que melhora a atuação da comunidade de prática, o objetivo principal do trabalho de integração.

"Leve é a tarefa dividida por muitos". Homero

Ver "Macroeconomics Murmuration" [3] Árvore e água [4]


Proposta MPFSP de colaboração com outras instituições

Grupo Paulista de Cooperação para Resultados - GPCR, formado pelo PRCH, PRCHS, PRs e servidores designados.

Objetivo: Dialogar, analisar casos e temas, organizar e auxiliar na coordenação da comunicação interinstitucional e propor atuações que resultem em impactos sociais concretos e sustentaveis, dotadas de transparência, que desenvolvam a colaboração e a integração entre as instituições, que respeitem a diversidade de suas atribuições constitucionais e equilibre todos os elementos anteriores no melhor arranjo possível de sua maximização.

Atribuição dos Coordenadores Interinstitucionais do MPFSP, representar o PRCH perante as demais instituições e colaborar no encaminhamento bilateral de demandas, dúvidas, propostas e desafios interinstitucionais.

O PRCH nomeia e designa com fundamento no art. 50 da LC 75/93, ou seja, sua coordenação das atividades do MPF no âmbito da unidade.

Fundamento conforme objetivos estratégicos do Planejamento Estratégico do MPF:

Deslocamentos para participação em reuniões de trabalho, como representante designado para promover a colaboração etc.

Os coordenadores podem organizar reuniões conjuntas, multilaterais com diversas instituições, quando a discussão do tema ou dos casos concretos o exigir.

Atividades a serem desempenhadas: OF de apresentação e OF e marcação de reuniões de trabalho - GPC, a menos que o PR dispense. Reunião de abertura do ciclo de 1 ano de representação para fixar representação e diretrizes - todos, estimativas de reuniões bimestrais, ajustáveis conforme necessidade ou desnecessidade, pauta e ata de reunião e plano de trabalho da relação interinstitucional - PR coordenador, pesquisa de casos judiciais e extrajudicias no sistema único e aptus por instituição envolvida, identificando os temas e disponibilizando ao coordenador - COJUR,

Convite ao NAOP e colegas que tenham casos concretos em relação a instituição para participação.

possibilidade aditamentos às portarias, novas adesões, substitutos ou adjuntos, ou renúncia.

Instituições ainda sem PR de ligação: UNIFESP, Banco do Brasil, CADE, OAB, Defensoria Estadual e da União, Justiça Federal, SPU, Agências (ANTT, ANP, ANATEL etc.) Infraero/Anac, Incra/MDA, IPHAN, Ibama/Cetesb. Aeronáutica: Ronaldo Bortolomazi?

Grupo de trabalho 'patrimônio ferroviário': SPU, DNIT, ANTT, IPHAN, Inventariança/empresa contratada

Transparência e acesso à informação pública.

  • LAIP.
  • Divulgação de fatos socialmente relevantes.
  • Inserir na Teia informações claras, conferindo-lhes acessibilidade por meio da identificação ao final da página, para que as informações não se percam na 'teia'.
  • sempre que for exigido algum grau de sigilo na disponibilidade das informações, que se limite ao necessário à proteção dos dados.
  • transparência também na atuação dos usuários (declarar-se parte interessada quando for o caso).

...

Neutralidade inclusiva.

Imparcialidade que vem do acréscimo de novas experiências e da relativização do peso das primeiras, vide pais x sociedade. É o contrário da neutralidade exclusiva, comumente elaborada pelo direito e buscada pelos órgãos executores da lei. Voce não é neutro, só pode ver o mundo de pelo menos uma perspectiva, não existindo o tal “mundo visto de lugar nenhum” - ou seja, como se fosse Deus, com onipotência, onipresença e onisciente. A ilusão de uma neutralidade axiológica dá espaço à inexorável condição humana - histórica, cultural e portanto interpretativa. No lugar de verdades absolutas, há versões, debates, opiniões e trocas.

Prevenção. Precaução.

Possibilidade de errar.

Educação para a experimentação.

Meritocracia. - É um sistema de governança em que seus membros recebem responsabilidade e reconhecimento com base em realizações, mérito e talento. Os que fazem parte de uma meritocracia podem alcançar muitos avanços em termos de respeito e responsabilidade simplesmente por realizarem um bom trabalho. Na comunidade meritocrática, dinheiro, classe e conexões familiares não têm um impacto relevante no progresso e na construção de uma reputação; é próprio da meritocracia permitir uma atuação igual para todos, de modo que aqueles que trabalham duro e demonstram um compromisso contínuo com a comunidade e seus propósitos são recompensados pelos seus esforços. Numa meritocracia colaborativa, como é o caso da Teia Social, o objetivo central é garantir que os canais de comunicação e contribuição estejam abertos, bem definidos e garantidos a todos os seus integrantes e colaboradores. (fonte: BACON, Jono. "A arte das comunidades virtuais". São Paulo: Ed. Novatec, 2010, p. 58/59).

Comunidade e bens comuns.

Pontualidade nos eventos.

Comportamento/percepcao e interpretacao

V4.2 Percepção, interpretação e decisão.

Os valores, cada vez mais validados pelo tempo e refletidos na tabelinha de “do’s and don’ts

V4.2.1 Erros e viéses cognitivos (diferença entre interpretação e constatação).

V4.2.2 Criatividade e pensamento disruptivo.

Comportamento/cultura e comportamento

V4.3 Cultura e governança.

V4.3.1 Ambiente, vivência, política e diretrizes.

Omissão, conflito, negociação e moderação, conciliação, mediação concorrência.

negociação [5]

V4.3.3 Participação e auxílio, colaboração/cooperação (contém 'Crowndsourcing'), coordenação, integração.

Participação social em consultas à comunidades [6]

Colaboração

Para quem pergunta "O que é que eu ganho nisso?" e para quem não pergunta... vale a pena ver! [7]

http://en.wikipedia.org/wiki/Cooperation

http://en.wikipedia.org/wiki/Collaboration

http://en.wikipedia.org/wiki/General_theory_of_collaboration

Tese de estudo da colaboração na wikipédia e jornalismo digital e colaborativo em [8] e [9]

http://en.wikipedia.org/wiki/Complex_contagion

http://en.wikipedia.org/wiki/Giant_Global_Graph

http://en.wikipedia.org/wiki/Collective_action#FLOSS_development_as_collective_action_including_private_actors

http://en.wikipedia.org/wiki/Collaborative_innovation_network

http://en.wikipedia.org/wiki/Junto_(club)

Evolução pessoal em temas

Educacao e cultura/cultura/patrimonio cultural/evolucao pessoal

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Temas
Perspectivas
Ferramentas