Atividades/instrumentos

De Teia Social
Ir para: navegação, pesquisa

V1.6 Instrumentos da atividade

Aplicativos ou documentos.

http://www.paraondefoiomeudinheiro.org.br/dataset/estado-sao-paulo-2012

http://globalvoicesonline.org/2013/09/27/developing-latin-america-2013-an-apps-challenge-for-social-impact/

Físicos ou eletrônicos.

Para conhecer ou para agir.

Espécies: Repertório (caixa de atividades, radar etc.) modelos, roteiros, rotinas, instrução e metodologia.


  • Desenvolvimento e gestão de ferramentas tecnológicas.
  • Elaboração de modelos jurídicos de atos oficiais tais como, no caso do MP, iniciais de ACP, termos de ajustamento de conduta, recomendação, roteiros (ex. de audiência pública ou reunião), de portaria de instauração de ICP etc.


Conteúdo

Modelos e roteiros

Roteiro para solucao de inqueritos civis

modelo-página-tema

Roteiro para criação de proposta de projeto.

Roteiro para ativação de projeto.

Roteiro para criação de inquérito civil público.

Roteiro para ativação de inquérito civil público.

Roteiro para realização de reunião.

Roteiro para aula ou apresentação.

  • Pegar os emails dos convidados (de preferência antes do evento, mas se não der, passar lista no dia), criar lista de emails, mandar material prévio e criar página wiki do evento em ligação com página wiki do tema.


  • Revisão do funcionamento de todos os equipamentos de informática que serão utilizados pelo pessoal da informática e comunicação ao organizador de que está tudo ok.

Roteiro para gravação de aula ou apresentação.

Metodologias

Metodologia de gerenciamento de projetos - PMBoK


Grupo de processos de iniciação

Processo de aprovação do projeto junto aos patrocinadores

  • Início da construção do plano de trabalho do projeto, incluindo o termo de abertura, que é produto do mesmo. Proposta de problema e solução para serem desenvolvidos durante o projeto. Identificação dos recursos necessários. Habilidades necessárias. Conhecimentos necessários, com o proposta do problema e solução a serem desenvolvidos, relato dos fatos com indicação de danos e riscos. Situação: Prevista.
  • Início do projeto. Checagem dos requisitos, assentimento e outras providências oficiais do projeto pela equipe, todas contidas no termo de abertura. Desenvolvimento da estrutura analítica e do plano de trabalho do projeto. Situação: Prevista.
  • Fazer Termo de abertura de projeto (é um produto desta fase). O nível de preenchimento do termo de abertura mostra a maturidade do projeto. Reunião oficial de início com assinatura do termo de abertura e termos de responsabilidade. Situação: Prevista.
  • Estimativa de participantes, com o mínimo de indicação de 2 ou 3 áreas de conhecimento que garantam a multidisciplinaridade: funções internas e regime externo (ex. curso, condição funcional e tipo de atividade acadêmica) etc. Situação: Realizada.

Grupo de processos de planejamento

  • Pesquisa e documentação (inclusive de contatos) de organizações úteis e iniciativas, projetos, demandas, fatos, notícias relevantes e ações já realizadas em objetos semelhantes ao do projeto. Situação: Prevista.
  • Desenvolvimento dos planos de gerenciamento, estrutura analítica do projeto (EAP) etc. Situação: Prevista.
  • Formulação e reformulação dos produtos, resultados e impactos objetivados, com estruturação, especificação e teste dos protótipos dos produtos finais do projeto. levantamento, em interação ampla e neutra (dentre outros, devem ser ouvidos os requerentes, requeridos e demais interessados no objeto do projeto), das objeções apresentadas às propostas anteriores, com incorporação das consideradas contribuições e acréscimo das objeções à (re)formulação do problema; e registro do processo e conteúdos. Situação: Prevista.

Grupo de processos de execução do projeto

  • Elaboração do 'plano de ação' que detalha a execução, pelos responsáveis e preferencialmente com o auxílio de comunidade de prática, da implementação na realidade das soluções encontradas, que devem levar em conta o nível casuístico e elementos circunstâncias e particulares).

Grupo de processos de encerramento do projeto

  • Divulgação dos elementos relevantes, incluídos os resultados e as experiências e conhecimentos gerados pelo projeto. Situação: Prevista.
  • Análise, relatório e fechamento do projeto. Identificar as mudanças que foram realizadas no projeto de intervenção como consequência da análise reflexiva da realidade socioinstitucional e social; contando a história do projeto. A equipe deve apresentar relatório do desenvolvimento e resultados do projeto.

Produtos

  • Relatório final. Situação: Prevista.
  • Produtos jurídicos: Portaria de instauração de ICP, resumo do ICP, ofícios, despachos, Recomendação, material de audiência pública, tac, petição inicial de acp. Roteiro do ICP, todos contidos no plano de ação. Situação: Prevista.
  • As peças jurídicas necessárias ao suporte das ações, incluindo minutas de termo de ajustamento de conduta e de ação civil pública para o caso determinado são produtos do projeto incluídas entre as minutas de modelos de peças jurídicas que serão contestáveis por todos (com o objetivo de já agregar a elas, antecipadamente, as possíveis futuras objeções), que são responsáveis pela avaliação conforme a função geral que desempenham, e especialmente pelo gestor titular do projeto, interessados (titular do direito relacionado) e requeridos (responsáveis pela execução do plano de trabalho). Situação: Prevista.
  • Páginas wiki dos temas e subtemas estudados devidamente organizadas. Situação: Prevista.

Ver repertório de produtos de projetos

Entregas aprovadas e resultados alcançados

  • Identificação, quantificação e análise qualitativa dos principais impactos e relevância social do projeto. Situação: Prevista.

Veja os critérios que podem ser utilizados em (link para página que explique os critérios para aprovação de entregas e validação de resultados)

(link para página registrando as entregas de período determinado: trimestral, semestral, anual etc.)

(link para agenda das entregas e resultados).

Objetivos do Projeto

Dentre seus principais objetivos temos:

  • Promover a construção coletiva do conhecimento e da ação.
  • Apoiar a decisão em torno de questões relevantes nas quais o Ministério Público Federal atue.
  • Mobilizar alunos e docentes à pratica de ensino e aprendizagem a partir de uma situação temática.
  • Propiciar ao aluno a ação intelectual que requer autonomia.
  • Estimular a formação de cidadania ativa aplicável ao estudo de questões sociais.
  • Conhecer as relações sociais que se estabelecem no mundo do trabalho

Escopo Inicial

O presente projeto visa estabelecer um sistema de cooperação técnica ampla e multidisciplinar, integrado às atividades acadêmicas desenvolvidas por instituição superior de ensino e que produza conhecimento útil à atuação do Ministério Público Federal e da sociedade; nomeia-se 'teia social' porque reflete o escopo de integração do MPF à sociedade civil em todos os seus setores. Assim fica estabelecido, de comum acordo, o desenvolvimento das atividades necessárias à cooperação na defesa dos direitos individuais homogêneos, coletivos e difusos, permitindo que alunos da PUC-Campinas promovam estudos, pesquisas, projetos e análises relativas às diversas temáticas de atuação do MPF, dentre outras previstas no ordenamento jurídico, direitos humanos, defesa do consumidor e da ordem econômica, patrimônio público e social,preservação do patrimônio histórico, artístico e ecológico da sociedade brasileira, saúde pública e educação. O projeto colaborativo permite a interação entre o MPF e a PUC-Campinas, com a participação de docentes e alunos, para promover grupos de estudos e núcleos de práticas aplicados à Gestãode Direitos Coletivos. Está bem definido que as atividades previstas ocorrem internamente ao funcionamento à instituição de ensino, ou seja, são atividades acadêmicas, ainda que versem temas e cooperem com as atribuições do Ministério Público Federal. A elaboração e desenvolvimentos dos quatro projetos propostos pelo MPF são:

Projeto 1: Teia Social, para aprender e colaborar desenvolvendo a diversidade,

Projeto 2: Qualidade do atendimento do INSS,

Projeto 3: Impactos sociais de empreendimentos urbanos e

Projeto 4: Desenvolvimento estratégico na administração Procuradoria da República, no qual os alunos desenvolveram esses temas e serão avaliados pelo seu desempenho e resultados obtidos.

Riscos Iniciais

Podem ser apontados como os riscos com maior probabilidade de ocorrência:

  • Comunicação falha e com ruídos, devido a maior parte de o projeto ser não presencial.
  • Troca contínua de alunos por projetos, como vários destes integram Atividade Complementar e Prática seu tempo de participação nos projetos é menor.
  • Ausência de alunos nas reuniões presenciais.

Prazos Iniciais

O projeto se iniciou no mês de Março de 2012 e os alunos serão avaliados semestralmente, tendo como o primeiro prazo de encerramento da realização das atividades dia 13 de Junho, os demais prazos serão abordados conforme o andar dos projetos.

Estimativa inicial de Custos – aquisições e serviços

Inicialmente, não há bases para estimativas dos custos do projeto já que o mesmo não requer recursos físicos em si, mas trabalho manual e esforço intelectual de alunos e professores.

Devemos pensar nos possíveis recursos que serão necessários aos alunos do projeto 4 que atuarão em conjunto com os integrantes deste projeto que estão em São Paulo, na sede do MPF. De que forma se comunicarão para a realização das atividades, que devem ser concluídas até o dia 13/06?

  • comunicação via internet por teleconferências? (como preparar os recursos necessários? A Puc os disponibiliza?)
  • idas à SP (pensar na viabilidade da viagem, nos meios de deslocamento possíveis, nos custos e no provedor do transporte)
  • ambiente virtual: wikiteia e e-mail - como se dará a integração e a concretização das tarefas nesses termos?

Requisitos/hipóteses do Projeto

Podem ser apontados como sendo os requisitos e/ou hipóteses inicialmente definidos para o projeto:

  • Duração de 2 anos ou mais conforme o progresso e a aceitação dos projetos.
  • Os envolvidos nos projetos são os Coordenadores do MPF, a Pró-Reitoria de Graduação PUC-Campinas, os Docentes das Faculdades de Administração, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Biológicas, Direito, Enfermagem, Engenharia, Geografia, Gestão da tecnologia da Informação, Jornalismo, Serviço Social e Sistema de Informação, os alunos e demais colaboradores que possuem interesse em comum de participar dos projetos propostos.
  • O projeto abrirá vagas para xx alunos, dentre os quais se encaixarão nas modalidades de Atividade Complementar, Prática de Formação, Estágio e Trabalho de Conclusão de Curso, também estima-se que serão 3 professores por faculdade.
  • O projeto se realizará por meio de encontros periódicos e nos ambientes da PUC-Campinas, bem como em ambientes virtuais como a página Wiki.
  • A condução do projeto será realizada em parceria dos coordenadores do MPF e dos alunos.

Não faz parte deste do escopo do projeto:

  • Concluir definitivamente os projetos propostos.

Restrições do Projeto

São apontadas como as principais restrições ao Projeto:

  • Não há a possibilidade de muitos encontros presenciais, devido a horários e mesmo a questão de espaço.
  • Não é ambiente para a promoção pessoal, nem para discussões de qualquer ordem que não se voltem para a construção de conhecimento comum ou de resolução de problemas.
  • Não é lugar para uma parte impor ou privilegiar sua posição ou peculiaridades em detrimento do equilíbrio geral e sustentável de interesses.
Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Temas
Perspectivas
Ferramentas